Pack Aroma de Romaria

A Romaria da Srª D'Agonia têm aroma a Aromáticas

6,008,00
6,008,00
Comprar
Como Vianenses Orgulhosos que somos na Aromáticas Vivas, não podíamos deixar passar estes tempos de Romaria despercebidos!
Um Pack com embalagem festiva de 4 vasos pelo valor de 3!
Ao fazer encomenda, escreve na caixa "Observações" quais as 4 ervas que pretendes, ou se deixares em branco recebes 4 vasos escolhidos por nós.
Festeja a Romaria da Srª D'Agonia com a Aromáticas Vivas onde quer que estejas no país!
 

Como tirar o melhor partido das suas ervas

Disponível brevemente
A Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia realiza-se, anualmente, na cidade de Viana do Castelo, cidade localizada no litoral norte de Portugal. Desde 1783 que esta romaria se realiza no mês de agosto, englobando o dia 20, feriado municipal. A romaria da Senhora da Agonia (padroeira dos pescadores locais) remonta aos tempos mais antigos e é já uma das maiores festas religiosas portuguesas.
 
O culto português à Virgem Maria com o título de Senhora da Agonia surgiu em 1674. A sua imagem entrou na Capela do Bom Jesus do Santo Sepulcro do Calvário nesse ano e, desse modo, se iniciou a devoção. Em 1772 começa a romaria anual, nascida da devoção dos homens do mar vindos da Galiza e de todo o litoral português, e inclui celebrações religiosas e pagãs. Mais tarde, em 1783, a Sagrada Congregação dos Ritos permitiu que fosse celebrada nesta capela (conhecida agora como Capela de Nossa Senhora da Agonia) uma Missa Solene, todos os anos no dia 20 de agosto, data escolhida como feriado municipal em Viana do Castelo.
 
 
Romaria de Nossa Senhora da Agonia
 
Uma mordoma da Senhora da Agonia
Em 1861 a Festa Solene é ultrapassada pela Romaria d'Agonia, e esta última assume mais importância e torna-se tão grandiosa que acaba por extravasar a festa religiosa. Torna-se um arraial repleto de cantares ao som de violas, de danças, um arraial extravagante
 
Em 1862, a romaria assumiu tamanha popularidade que se calculava que só o fogo de artifício era já contemplado por mais de cinquenta mil pessoas. Nove anos mais tarde, foi anexado ao programa a tourada (que trouxe grandes controvérsias nos dias de hoje).
 
Em 1906, nesta romaria nasce a Festa do Traje e, dois anos depois, em 1908, dá-se a primeira Parada Agrícola (nos dias de hoje é o tão famoso cortejo etnográfico).
 
A partir de então a romaria deixou de estar limitada ao Campo da Agonia e invadiu toda a cidade de Viana do Castelo. No mês de Agosto toda a cidade se encontra com espírito de festa, são as também chamadas Festas de Agosto e maiores festas da província do Minho.
 
Atualmente estas festas decorrem na semana em torno do dia 20 de agosto. Incluem diversos desfiles com cabeçudos, gigantones, zés-pereiras (grupos de bombos), carros alegóricos, uma grande variedade de trajes regionais de onde se destacam sempre as peças em ouro que as mulheres carregam, fogo de artifício e uma procissão.
 
A Romaria d'Agonia recebeu em 2013 a Declaração de Interesse Público para o Turismo
 
Disponível brevemente

Curiosidades

A Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia realiza-se, anualmente, na cidade de Viana do Castelo, cidade localizada no litoral norte de Portugal. Desde 1783 que esta romaria se realiza no mês de agosto, englobando o dia 20, feriado municipal. A romaria da Senhora da Agonia (padroeira dos pescadores locais) remonta aos tempos mais antigos e é já uma das maiores festas religiosas portuguesas.
 
O culto português à Virgem Maria com o título de Senhora da Agonia surgiu em 1674. A sua imagem entrou na Capela do Bom Jesus do Santo Sepulcro do Calvário nesse ano e, desse modo, se iniciou a devoção. Em 1772 começa a romaria anual, nascida da devoção dos homens do mar vindos da Galiza e de todo o litoral português, e inclui celebrações religiosas e pagãs. Mais tarde, em 1783, a Sagrada Congregação dos Ritos permitiu que fosse celebrada nesta capela (conhecida agora como Capela de Nossa Senhora da Agonia) uma Missa Solene, todos os anos no dia 20 de agosto, data escolhida como feriado municipal em Viana do Castelo.
 
 
Romaria de Nossa Senhora da Agonia
 
Uma mordoma da Senhora da Agonia
Em 1861 a Festa Solene é ultrapassada pela Romaria d'Agonia, e esta última assume mais importância e torna-se tão grandiosa que acaba por extravasar a festa religiosa. Torna-se um arraial repleto de cantares ao som de violas, de danças, um arraial extravagante
 
Em 1862, a romaria assumiu tamanha popularidade que se calculava que só o fogo de artifício era já contemplado por mais de cinquenta mil pessoas. Nove anos mais tarde, foi anexado ao programa a tourada (que trouxe grandes controvérsias nos dias de hoje).
 
Em 1906, nesta romaria nasce a Festa do Traje e, dois anos depois, em 1908, dá-se a primeira Parada Agrícola (nos dias de hoje é o tão famoso cortejo etnográfico).
 
A partir de então a romaria deixou de estar limitada ao Campo da Agonia e invadiu toda a cidade de Viana do Castelo. No mês de Agosto toda a cidade se encontra com espírito de festa, são as também chamadas Festas de Agosto e maiores festas da província do Minho.
 
Atualmente estas festas decorrem na semana em torno do dia 20 de agosto. Incluem diversos desfiles com cabeçudos, gigantones, zés-pereiras (grupos de bombos), carros alegóricos, uma grande variedade de trajes regionais de onde se destacam sempre as peças em ouro que as mulheres carregam, fogo de artifício e uma procissão.
 
A Romaria d'Agonia recebeu em 2013 a Declaração de Interesse Público para o Turismo
 
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço. Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies.
Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.