Salva

Salvia officinalis
Pedido de Informação


A salva é uma planta aromática vivaz, subarbustiva e bastante ramificada. As folhas da salva, de coloração verde acinzentada, são de inserção oposta, de superfície rugosa, possuem um pecíolo mais ou menos longo que as une ao caule. As flores da erva aromática salva encontram-se agrupadas em vértices dispostos de espigas terminais.Toda a planta exala um agradável odor característico.

Como tirar o melhor partido das suas ervas

A erva aromática salva possui um sabor ligeiramente apimentado e amargo, mas agradável. Vai bem com carnes brancas, de ovelha, porco, coelho e pato, peixes gordos e lacticínios. A salva é também utilizada em salsichas, cogumelos frescos, marinadas e recheios.
A erva aromática salva era usada pelos antigos para afastar o mal, para tratar mordeduras de cobra e aumentar a fertilidade feminina. A planta tinha uma grande reputação durante a Idade Média, com muitos provérbios referentes às suas propriedades curativas. A salva era, por vezes, chamada S. salvatrix (Salva a salvadora). Esta planta aromática era um dos ingredientes do vinagre dos quatro ladrões, uma mistura de ervas que, supostamente, protegiam da peste.

A salva tolera a secura, apenas necessita de regas controladas (quando o seu composto estiver bastante seco), sendo que não carece de muita água.
O nome Salvia deriva da palavra latina salvus, que significa "saúde" ou da palavra salveo/salvere, que significa "cura/curar", devido às propriedades medicinais da erva aromática salva. Reduz flatulência, é anti-inflamatória e previne o aparecimento de substâncias cancerígenas. O chá/infusão de salva também é ótimo e faz bem à azia, bronquite, catarro, diabetes, diarreia e é um digestivo eficaz.

Estudos recentes demonstram como a erva aromática salva pode retardar o processo de envelhecimento e ser utilizada com sucesso no tratamento da Doença de Alzheimer.

Aplicações Culinárias

A erva aromática salva possui um sabor ligeiramente apimentado e amargo, mas agradável. Vai bem com carnes brancas, de ovelha, porco, coelho e pato, peixes gordos e lacticínios. A salva é também utilizada em salsichas, cogumelos frescos, marinadas e recheios.

Curiosidades

A erva aromática salva era usada pelos antigos para afastar o mal, para tratar mordeduras de cobra e aumentar a fertilidade feminina. A planta tinha uma grande reputação durante a Idade Média, com muitos provérbios referentes às suas propriedades curativas. A salva era, por vezes, chamada S. salvatrix (Salva a salvadora). Esta planta aromática era um dos ingredientes do vinagre dos quatro ladrões, uma mistura de ervas que, supostamente, protegiam da peste.

A salva tolera a secura, apenas necessita de regas controladas (quando o seu composto estiver bastante seco), sendo que não carece de muita água.

Benefícios Saudáveis

O nome Salvia deriva da palavra latina salvus, que significa "saúde" ou da palavra salveo/salvere, que significa "cura/curar", devido às propriedades medicinais da erva aromática salva. Reduz flatulência, é anti-inflamatória e previne o aparecimento de substâncias cancerígenas. O chá/infusão de salva também é ótimo e faz bem à azia, bronquite, catarro, diabetes, diarreia e é um digestivo eficaz.

Estudos recentes demonstram como a erva aromática salva pode retardar o processo de envelhecimento e ser utilizada com sucesso no tratamento da Doença de Alzheimer.

Variações do produto

Mais informações

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço. Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies.
Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.